Apostila Concurso Prefeitura de Rio Bonito – RJ – Inspetor de Alunos – Cod n2831

  • Descrição
  • Informação adicional

Descrição

Adquira já a sua Apostila Concurso Prefeitura de Rio Bonito – RJ – Inspetor de Alunos.

Material indispensável para o aqueles que almejam a se preparar para o próximo Concurso da Prefeitura Municipal de Rio Bonito / RJ, organizado pela Consulpam.

modelo1Antecipe seus estudos, Prepare-se com o Melhor conteúdo !
Apostila elaborada para a prova da Prefeitura de Rio Bonito 2016, com foco ao cargo de Inspetor de Alunos.

A Apostila Apostila Concurso Prefeitura de Rio Bonito 2016 foi totalmente revista e atualizada conforme o edital de Junho de 2016 contendo 400 páginas sendo disponibilizada nas versões : impressa ( formato livro enviado pelos correios) ou digital pdf download (um link e liberado para baixar o material podendo estudar em seu iPad, Tablet, PC e Notebook)

No Mercado Concursos você pode comprar a apostila da Prefeitura de Rio Bonito, com total segurança e comodidade, através de cartões de crédito (a vista ou parcelado sem jurosou boleto bancário (a vista), oferecemos os melhores e mais seguros meios de pagamentos da internet como PagSeguro do UOL, Mercado Pago, Bcash, e Moip.

[vc_row][vc_column][vc_tta_tour active_section=”1″ title=””][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-rocket” n_fontawesome=”fa fa-rocket” title=”OBJETIVO” tab_id=”concurso” add_icon=”true”]

Concurso Prefeitura de Rio Bonito 2016

Cargo : INSPETOR DE ALUNOS
Inscrições: 27/06 a 27/07/2016
Salário:R$ 880,00 Provas : 25/09/2016
Nível : Ensino Médio Completo
Vagas :33
Organizadora: Consulpam/ EDITAL: Acessar Taxa de Inscrição: R$ 62,00

Aberto concurso público da Prefeitura de Rio Bonito – RJ, para o cargo de Inspetor de Alunos.

São 33 vagas com remuneração de R$ 880,00 e carga horária de 30 horas semanais. Para concorrer à vaga o candidato deve possuir Ensino Médio Completo.

As inscrições serão realizadas no endereço eletrônico da www.consulpam.uni5.net, até o dia 27 de julho de 2016. Lembre-se que o seu pedido de participação só será efetivado, mediante o pagamento da taxa especificada para o cargo.

A prova está prevista para ser realizada no dia 25 de Setembro de 2016.

[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-pencil” title=”CONTEÚDO” tab_id=”materias” add_icon=”true”][vc_column_text]O Conteúdo da Apostila Concurso Prefeitura de Rio Bonito – RJ – Inspetor de Alunos Contempla :

– Língua Portuguesa
– Conhecimentos Matemáticos
– Noções de informática
– Atualidades
– Noções de Direito Administrativo
– Conhecimentos Específicos

[/vc_column_text][/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-book” title=”PROGRAMAÇÃO COMPLETA” tab_id=”conteudo-programatico” add_icon=”true”][vc_column_text]Conteúdo programático completo da Apostila Concurso Prefeitura de Rio Bonito – RJ – Inspetor de Alunos.

LÍNGUA PORTUGUESA
Compreensão e interpretação de textos. Tipos e gêneros textuais: narrativo, descritivo e argumentativo.
Frase, oração e pontuação. Língua padrão: ortografia, acentuação, pontuação, classes de palavras,
concordância nominal e verbal, regência verbal e nominal, sintaxe de colocação. Produção Textual.
Formação de palavras. Palavras primitivas e derivadas. Variação linguística.

CONHECIMENTOS MATEMÁTICOS
Raciocínio Lógico. Conjuntos Numéricos: Números Naturais, Inteiros e Racionais. Operações
Fundamentais: adição, subtração, multiplicação e divisão. Resolução de Problemas. Regra de três simples e
porcentagem. Geometria básica. Sistema Monetário Brasileiro. Noções de Lógica. Sistema de Medidas:
comprimento, superfície, volume, massa, capacidade e tempo. Fundamentos de Estatísticas.

NOÇÕES DE INFORMÁTICA
Noções de operação de Microcomputadores: Sistema operacional Windows, Microsoft Office. Conceitos e
serviços relacionados à Internet e a correio eletrônico, Internet Explorer e Outlook Express. Noções de
utilização de softwares. Teclas e suas Funções.

ATUALIDADES

NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO
A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: Princípio Básico da Administração Pública. Legalidade, Moralidade
Administrativa, Finalidade Pública, Publicidade. CONTRATOS ADMINISTRATIVOS: Características,
Princípios Gerais. SERVIDORES PÚBLICOS: Regime Especial, Regime Trabalhista. Expediente
Funcional e Organizacional.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS : INSPETOR DE ALUNOS Constituição da República Federativa do Brasil de 1998 e suas alterações. Do artigo 5º ao 7º, do 205 ao 214 e do 226 ao 230. Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei 9.394 e suas alterações. Do artigo 1º ao 38 e do 58 ao 60. Direitos da Criança e do Adolescente – Estatuto da Criança e do Adolescente. Lei 8069/90 do artigo 1º. ao 6º.; do 13 ao 18 e do 53 ao 73. Diretrizes Nacionais para a Educação em Direitos Humanos. Resolução CNE/CP nº 01. Qualidade no atendimento ao público interno e externo. Recepção e atendimento ao público. Elementos básicos do processo de comunicação. Zelo pelo patrimônio público. Ética profissional

[/vc_column_text][/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-star” title=”DIFERENCIAIS” tab_id=”diferenciais” add_icon=”true”][vc_column_text]A Apostila Concurso Prefeitura de Rio Bonito – RJ – Inspetor de Alunos foi atualizada com base no edital publicado recentemente o que torna o seu conteúdo atual e relevante.

Não basta estudar, coloque em prática seus conhecimentos, o  material conta com exercícios que seguem a linha de avaliação da banca examinadora do concurso, desta forma, você já fica familiarizado com a estrutura de prova.

Não perca tempo, antecipe seus estudos compre agora a Apostila da Prefeitura de Rio Bonito aqui no Mercado Concursos! Somos líderes de mercado na Distribuição de apostilas para concursos fornecemos materiais com  alto índice de aprovação de nossos consumidores[/vc_column_text][/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-user” title=”REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES” tab_id=”requisitos-e-atribuicoes” add_icon=”true”][vc_column_text]

Requisitos para ingresso : Ensino Médio Completo

Atribuições do INSPETOR DE ALUNOS Cuidar da segurança dos alunos nas dependências e proximidades da Unidade Escolar. Inspecionar o comportamento dos alunos. Orientar sobre regras, procedimentos e cumprimento de horários. Prestar apoio às atividades escolares. Controlar as atividades livres. Fiscalizar espaço de recreação. Definir limites. Organizar ambiente escolar. Controlar o acesso aos portões nos horários determinados para entrada e saída dos alunos, recepcionar e encaminhar visitantes. Zelar pelo cumprimento do horário das aulas, pela disciplina e inspecionar o comportamento dos alunos no ambiente escolar monitorando o deslocamento e a permanência dos mesmos nos espaços da Unidade Escolar. Observar horário de entrada, saída, intervalos e troca de aulas, dado sinal no horário previsto. Orientar os alunos quanto à atrasos, às normas da Unidade Escolar e à manutenção da limpeza da escola. Observar o comportamento dos alunos no pátio da escola durante os períodos de intervalo, comunicando imediatamente à direção situações que evidenciem risco à segurança dos mesmos ou em casos de infração e indisciplina. Prestar assistência, naquilo que lhe couber, ao aluno acidentado ou aquele que adoecer, comunicando o fato de forma imediata à autoridade escolar competente. Encaminhar à coordenação da escola o aluno retardatário e não lhes permitir a saída antes de findar os trabalhos escolares sem a devida autorização. Atender e acompanhar adequadamente os alunos portadores de necessidades especiais, temporárias ou permanentes, que demandam apoio para locomoção, higiene e alimentação. Informar ao Diretor ou ao Vice-Diretor a presença de pessoas não autorizadas nos espaços da Unidade Escolar. Prestar apoio às atividades externas (excursões, visitas educativas e outras). Atender aos demais profissionais da Unidade Escolar providenciando recebimento e transporte de material didático e/ou equipamento, quando solicitado. Controlar as atividades livres dos alunos, fiscalizando espaços de recreação e definindo limites nas atividades livres. Organizar ambiente escolar e informar a necessidade de providenciar manutenção predial ao Diretor da Escola. Eventualmente auxiliar em outras atividades correlatas

[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-user” title=”SOBRE A INSTITUIÇÃO” tab_id=”sobre-a-instituicao” add_icon=”true”][vc_column_text]

Conhecendo Rio Bonito :

praca-fonseca-portela-rio-bonito

A história que o “batismo” da localidade com nome de Rio Bonito se deveu ao fato de os “Sete Capitães”, ao se dirigirem a Macaé, ficarem impressionados com um belo riacho que atravessava região. Porém, as informações sobre o povoamento de Rio Bonito datam da segunda metade do século XVIII.

Em 1755, o sargento-mor Gregório Pereira Pinto, ou Gregório Pinto da Fonseca, mandou construir em sua fazenda, posteriormente chamada “Bernarda”, uma capela em homenagem à “Madre de Deus”, figurando como um dos primeiros colonos da região. O entorno do templo religioso não tardou a ser habitado por pessoas. Em 1768, o pequeno povoado era elevado à categoria de freguesia, sob a denominação de Nossa Senhora da Conceição do Rio d’Ouro. Mais tarde, a sede da freguesia foi transferida de local, passando a ser conhecida por Nossa Senhora da Conceição do Rio Bonito. Arruinado o templo, outro foi construído a cerca de uma légua do primeiro, mantido sob a proteção da mesma padroeira, passando a freguesia a ser conhecida como “Nossa Senhora da Conceição do Rio Bonito”.

Após certo período de participação no ciclo de cana-de-açúcar, a economia local foi envolvida pela expansão do café, que passou a ocupar as melhores terras da região, tornando-se em pouco tempo uma de suas maiores fontes de riqueza. O progresso apresentado pela freguesia induziu governo, em 1846, a criar o município de Nossa Senhora da Conceição do Rio Bonito, cuja emancipação deu-se com o advento da Lei Provincial 381, de 7 de maio daquele ano e a instalação em 1° de outubro, cujas terras foram desmembrada dos municípios de Saquarema e Capivari (atual Silva Jardim), sendo elevada à categoria de vila.

A autonomia administrativa e a escolha de Rio Bonito como terminal de um ramal da Companhia de Ferro-Carril Niteroiense fizeram localidade o verdadeiro entreposto da produção e do comércio da região. O desenvolvimento da vila motivou sua elevação à categoria de cidade em 1890.

Devido à topografia acidentada, foram ocupadas, inicialmente, as áreas planas existentes entre a BR-101 e a Serra do Sambê. As áreas urbanizadas e com maior adensamento estendem-se, principalmente, ao longo e nas adjacências do Rio Bonito e na Estrada de Ferro Leopoldina, com ocupação de encostas na região noroeste da cidade.

Rio Bonito desde dezembro de 2013 pertence à Região Metropolitana do Rio de Janeiro, assim deixando de ser parte do interior fluminense por lei. Também pertence à Mesorregião Metropolitana do Rio de Janeiro, especificamente naMicrorregião de Macacu-Caceribu que também abrange o município de Cachoeiras de Macacu. Não possui praias, mas possui muitas quedas de água, rios e florestas remanescentes de Mata Atlântica em torno da cidade.

 [/vc_column_text][/vc_tta_section][/vc_tta_tour][/vc_column][/vc_row]

Informação adicional

CARGO

EDITORA

NIVEL

TIPO

CONCURSO

ESTADO

ORGANIZADORA

CIDADE