Apostila Concurso Prefeitura de Jandira SP – Agente Comunitário De Saúde – Cod op3473

  • Descrição
  • Informação adicional

Descrição

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

Adquira ja a nova Apostila Prefeitura de Jandira – SP 2016 – Comum aos Cargos de Agente Comunitário De Saúde

Material indispensável para o aqueles que almejam a se preparar para o próximo Concurso da Prefeitura Municipal de Jandira, organizado pela ibfc.

modelo1Antecipe seus estudos Prepare-se com o Melhor conteúdo !
Apostila elaborada para a prova da Prefeitura De Jandiracom foco aos cargos de Agente Comunitário de Saúde

A Apostila Concurso de Jandira 2016 foi totalmente revista e atualizada conforme o edital de Julho de 2016 contendo 148páginas sendo disponibilizada nas versões : impressa ( formato livro enviado pelos correios) ou digital pdf download (um link e liberado para baixar o material podendo estudar em seu iPad, Tablet, PC e Notebook)

No Mercado Concursos você pode comprar a Apostila da Prefeitura de Jandira, com total segurança e comodidade, através de cartões de crédito (a vista ou parcelado sem jurosou boleto bancário (a vista), oferecemos os melhores e mais seguros meios de pagamentos da internet como PagSeguro do UOL, Mercado Pago, Bcash, e Moip.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_tta_tour active_section=”1″ title=””][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-rocket” n_fontawesome=”fa fa-rocket” title=”OBJETIVO” tab_id=”concurso” add_icon=”true”][vc_column_text]

Concurso Prefeitura de Jandira  – SP 2016

Cargo :  Agente Comunitário de Saúde
Inscrições:de 06/07/2016 a 08/08/2016
Salário: R$ 1.014,00 Provas : 04/09/2016
Nível : Fundamental
Vagas :51
Organizadora: ibfc Taxa de Inscrição: R$ 35,00

Aberto concurso público para Prefeitura de Jandira/SP para o cargo de Agente Comunitário de Saúde
São 51 vagas,  com remuneração de R$ 1.014,00 e carga horária de 40 horas semanais. Para concorrer à vaga o candidato deve possuir nível Fundamental
As inscrições serão realizadas no endereço eletrônico da www.ibfc.org.br, no período de 6 de julho ao dia 8 de agosto de 2016, . A taxa de inscrição é de R$ 35,00.

A prova está prevista para ser realizada no dia 4 de setembro de 2016.

[/vc_column_text][/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-pencil” title=”CONTEÚDO” tab_id=”materias” add_icon=”true”][vc_column_text]O Conteúdo da Apostila Prefeitura de Jandira – Agente Comunitário de Saúde Contempla :

  • Língua Portuguesa
  • Matemática
  • Conhecimentos Especifico

[/vc_column_text][/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-book” title=”PROGRAMAÇÃO COMPLETA” tab_id=”conteudo-programatico” add_icon=”true”][vc_column_text]Conteúdo programático completo da Apostila Prefeitura de Jandira – Agente Comunitário de Saúde

Língua Portuguesa : Interpretação de texto. Sinônimos e antônimos. Sentido próprio e figurado das palavras. Ortografia oficial. Crase. Acentuação gráfica. Pontuação. Substantivo e adjetivo: flexão de gênero, número e grau. Concordância verbal e nominal.

Matemática : Números naturais: operações, múltiplos e divisores de um número natural. Regra de três simples. Porcentagem. Resoluções de situações problema.

Conhecimentos Específicos : Cadastramento familiar e territorial: finalidade e instrumentos. Intersetorialidade: conceito e relevância para o trabalho no território. Território: conceito, localização espacial, capacidade de observação e planejamento, vulnerabilidade, cartografia e ambiente físico e social. Ações Educativas: amamentação, prevenção de drogas, doenças crônicas, nutrição, planejamento familiar, educação sexual e prevenção de DST/AIDS. Controle Social: participação e mobilização social. Família: conceito, tipos e estruturas familiares. Saúde da Criança: cuidados ao recém-nascido, vacinação, acompanhamento do crescimento e desenvolvimento da criança, programa bolsa família, orientações alimentares para a criança. Saúde do adolescente: vacinação, sexualidade, transtornos alimentares. Saúde do adulto: vacinação, hábitos alimentares saudáveis, doenças crônicas, doenças sexualmente transmissíveis e AIDS, saúde do homem, saúde da mulher e atenção ao idoso. Saúde mental: ansiedade, depressão e uso abusivo de álcool e outras drogas. Violência familiar: violência contra a mulher, a criança, ao adolescente, ao idoso e a pessoas portadores de deficiência física ou mental, e suas prevenções. Saúde Bucal: cuidados na saúde bucal com criança, adolescente e adulto. Proliferação de vetores, pragas e animais peçonhentos: dengue, esquistossomose, toxicoplasmose, febre maculosa e raiva. Meio Ambiente: limpeza da casa e poluição da água, do solo e do ar. Trabalho em equipe: relacionamento interpessoal, humanização, comunicação, liderança, criatividade, iniciativa e participação comunitária.

[/vc_column_text][/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-star” title=”DIFERENCIAIS” tab_id=”diferenciais” add_icon=”true”][vc_column_text]A Apostila Prefeitura De Jandira foi atualizada com base no edital publicado recentemente o que torna o seu conteúdo atual e relevante.

Não basta estudar, coloque em prática seus conhecimentos, o  material conta com exercícios que seguem a linha de avaliação da banca examinadora do concurso, desta forma, você já fica familiarizado com a estrutura de prova.

Não perca tempo, antecipe seus estudos compre agora a Apostila para Prefeitura de Jandira aqui no Mercado Concursos! Somos líderes de mercado na Distribuição de apostilas para concursos fornecemos materiais com  alto índice de aprovação de nossos consumidores[/vc_column_text][/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-user” title=”REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES” tab_id=”requisitos-e-atribuicoes” add_icon=”true”][vc_column_text]

Requisitos para ingresso :  Ensino Fundamental

saude 01

São atribuições de Agente Comunitário de Saúde: Acompanhar, por meio de visita domiciliar, todas as famílias e indivíduos sob sua responsabilidade. As visitas deverão ser programadas em conjunto com a equipe, considerando os critérios de risco e vulnerabilidade de modo que famílias com maior necessidade sejam visitadas mais vezes, mantendo como referência a média de uma visita/família/mês; – Participar do processo de territorialização e mapeamento da área de atuação da equipe, identificando grupos, famílias e indivíduos expostos a riscos e vulnerabilidades; – Trabalhar com adscrição de famílias em base geográfica definida, a microárea; – Manter atualizado o cadastramento das famílias e dos indivíduos no sistema de informação indicado pelo gestor municipal e utilizar, de forma sistemática, os dados para a análise da situação de saúde, considerando as características sociais, econômicas, culturais, demográficas e epidemiológicas do território, priorizando as situações a serem acompanhadas no planejamento local; – Realizar o cuidado da saúde da população adscrita, prioritariamente no âmbito da unidade de saúde, e, quando necessário, no domicílio e nos demais espaços comunitários (escolas, associações, entre outros); – Orientar as famílias quanto à utilização dos serviços de saúde disponíveis; – Auxiliar na realização ações de atenção à saúde conforme a necessidade de saúde da população local, bem como as previstas nas prioridades e protocolos da gestão local; – Garantir a atenção à saúde buscando a integralidade por meio da realização de ações de promoção, proteção e recuperação da saúde e prevenção de agravos; e da garantia de atendimento da demanda espontânea, da realização das ações programáticas, coletivas e de vigilância à saúde; – Auxiliar no desenvolvimento atividades de promoção da saúde, de prevenção das doenças e agravos e de vigilância à saúde, por meio de visitas domiciliares e de ações educativas individuais e coletivas nos domicílios e na comunidade, por exemplo, combate à dengue, malária, leishmaniose, entre outras, mantendo a equipe informada, principalmente a respeito das situações de risco; – Registro, para fins exclusivos de controle e planejamento das ações de saúde, de nascimentos, óbitos, doenças e outros agravos à saúde; – Estar em contato permanente com as famílias, desenvolvendo ações educativas, visando à promoção da saúde, à prevenção das doenças e ao acompanhamento das pessoas com problemas de saúde, – Assistir aos beneficiários do Programa Bolsa-Família bem como ao acompanhamento das condicionalidades ou de qualquer outro programa similar de transferência de renda e enfrentamento de vulnerabilidades implantado pelo governo federal, estadual e municipal, de acordo com o planejamento da equipe. – Participar do acolhimento dos usuários realizando a escuta qualificada das necessidades de saúde, proporcionando atendimento humanizado, responsabilizando-se pela continuidade da atenção e viabilizando o estabelecimento do vínculo; – Praticar cuidado familiar e dirigido a coletividades e grupos sociais que visa a propor intervenções que influenciem os processos de saúde-doença dos indivíduos, das famílias, das coletividades e da própria comunidade; reuniões de equipes a fim de discutir em conjunto o planejamento e avaliação das ações da equipe, a partir da utilização dos dados disponíveis; – Auxiliar no desenvolvimento ações que busquem a integração entre a equipe de saúde e a população adscrita à UBS, considerando as características e as finalidades do trabalho de acompanhamento de indivíduos e grupos sociais ou coletividade; – Auxiliar na realização ações de educação em saúde à população adstrita, conforme planejamento da equipe; – Promover a mobilização e a participação da comunidade, buscando efetivar o controle social; – Realizar outras ações e atividades a serem definidas de acordo com as prioridades locais. – Cumprir com as atribuições atualmente definidas para os ACSs em relação à prevenção e ao controle da dengue. – Atuar junto aos domicílios informando os seus moradores sobre a doença ‐ seus sintomas e riscos ‐ e o agente transmissor da dengue. – Informar o morador sobre a importância da verificação da existência de larvas ou mosquitos transmissores da dengue na casa ou redondezas. – Vistoriar os cômodos da casa, acompanhado pelo morador, para identificar locais de existência de larvas ou mosquito transmissor da dengue. – Orientar e mostrar a população sobre a forma de evitar e eliminar locais que possam oferecer risco, para a formação de criadouros do Aedes aegypti. – Comunicar ao instrutor supervisor do EACS/ESF a existência de criadouros de larvas e ou mosquitos transmissores da dengue, que dependam de tratamento químico, da interveniência da vigilância sanitária, zoonoses ou de outras intervenções do poder público. – Encaminhar os casos suspeitos de dengue à ESF, de acordo com as orientações da Secretaria Municipal de Saúde. – a utilização de instrumentos para diagnóstico demográfico e sócio-cultural da comunidade; – a promoção de ações de educação para a saúde individual e coletiva; – o registro, para fins exclusivos de controle e planejamento das ações de saúde, de nascimentos, óbitos, doenças e outros agravos à saúde; – o estímulo à participação da comunidade nas políticas públicas voltadas para a área da saúde; – a realização de visitas domiciliares periódicas para monitoramento de situações de risco à família;

 

[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-user” title=”SOBRE A INSTITUIÇÃO” tab_id=”sobre-a-instituicao” add_icon=”true”][vc_column_text]

Conhecendo Jandira:

JandiraJandira A história da formação de Jandira, município de 17,5 quilômetros quadrados a Oeste da Capital, passa pelos trilhos da extinta Estrada de Ferro Sorocabana (EFS). A bordo de um trem da empresa, que mudou de nome para Ferrovia Paulista S.A. (FEPASA) e é a atual Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), chegou o italiano Henrique Sammartino. O pioneiro adquiriu em 11 de abril de 1912 terras de Nicola Beneducci e Miguel Samarone e as batizou de Sítio das Palmeiras em alusão à existência de grandes árvores desta espécie no local.

Em 1925, a EFS inaugurou um posto de abastecimento de carvão no quilômetro 32 da via férrea. Em 20 de março de 1931, um posto telegráfico possibilitou formar o embrião da pequena Vila Jandira, então anexa ao município de Cotia. Nos anos de 1950, Jandira foi elevada a distrito de Cotia. Em 25 de janeiro de 1951, a União Pró-Jandira, entidade recém-criada, passou a atuar pela emancipação do distrito. Em 1958, houve um movimento de fusão de Jandira a Barueri, escorado pela lei 170/58, de 28 de abril de 1958, chamada de lei Quinquenal. A União Pró-Jandira, entretanto, manteve suas metas até conseguir, em 8 de dezembro de 1963, conquistar a autonomia.

A decisão terminou corroborada por plebiscito em 28 de fevereiro de 1964, homologado pelo então governador Adhemar de Barros e esta passou a ser considerada como a data de fundação oficial do município. Pouco mais de um ano se passou quando, em 7 de março de 1965, Oswaldo Sammartino, filho de Henrique Sammartino, tomou posse como primeiro prefeito.

As primeiras escolas da Vila Jandira, na verdade pequenas salas de aula rurais, eram improvisadas em casas alugadas, distantes umas das outras. A primeira delas, criada em 1922, chamada de escolinha do km 32, funcionava em um casarão colonial localizado na chácara de Hipólita Santana de Figueiredo, às margens do rio Barueri Mirim. A primeira instituição de ensino oficial foi o Instituto José Manuel da Conceição (que encerrou suas atividades em 1969), tendo sido inaugurado em 8 de fevereiro de 1928.

Nos anos de 1930 foi constituída a primeira instituição pública de ensino, a Escolinha Mista da parada Jandira. Na década de 1950, Jandira ganharia mais duas escolas, uma das quais instalada em galpão de madeira localizado na Praça Doutor Nilo de Andrade Amaral (hoje praça Anielo Gragnano). Essa escola, a mais importante do distrito, recebeu o nome de Grupo Escolar Professor Vicente Themudo Lessa. Em 1966, a unidade já estava saturada, obrigando à construção de um anexo no jardim das Palmeiras até ficar pronto, em 1973, o Centro Educacional de Jandira (atual EE Professor Vicente Themudo Lessa).

[/vc_column_text][/vc_tta_section][/vc_tta_tour][/vc_column][/vc_row]

Informação adicional

CARGO

EDITORA

NIVEL

TIPO

CONCURSO

ESTADO

CIDADE

ORGANIZADORA